Saúde de Niterói realiza a 7ª Conferência Municipal

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Representantes da sociedade civil, profissionais de saúde e gestores da Fundação Municipal de Saúde de Niterói (FMS) iniciaram na noite da última sexta-feira (10/07), no Espaço Cantareira, em São Domingos, a Conferência Municipal de Saúde, com o tema “Saúde Pública de Qualidade para Cuidar Bem das Pessoas: Um Direito do Povo Brasileiro”. O evento reuniu cerca de mil pessoas.

Participaram da mesa de abertura o vice-prefeito, Axel Grael o Diretor do Departamento de Informática do Datasus do Ministério da Saúde, Gilíate Cardoso Coelho Neto; o secretário estadual de Saúde do Rio de Janeiro Felipe dos Santos Peixoto; a secretária municipal de Saúde de Niterói, Solange Regina de Oliveira; o vice-reitor da Universidade Federal Fluminense, Antonio Cláudio de Lucas da Nóbrega; a secretária executiva da Prefeitura de Niterói, Maria Célia Vasconcellos; a Conselheira Nacional de Saúde, Maria do Espírito Santo Tavares dos Santos, a Santinha; o conselheiro municipal de Saúde de Niterói, Orany Araújo Sobrinho; o vereador Paulo Eduardo Gomes, o deputado estadual, Waldeck Carneiro; e o deputado federal, Chico D’Angelo. O Hino Nacional foi executado pela Orquestra Jovem Aprendiz.

No discurso de abertura, Axel Grael, foi enfático na defesa dos gestores da Saúde: “O governo tem muito orgulho do trabalho que tem sido feito pela secretária, Solange Oliveira. É uma gestão que tem buscado corrigir varias dificuldades que foram encontradas. Estamos fazendo um esforço muito grande. E um dos principais compromissos é universalizar o acesso ao Médico de Família. Nós recebemos a Prefeitura com uma cobertura de 59%, já estamos em 80% e vamos chegar até o final dessa gestão em 100%,  priorizando as comunidades e as famílias que mais precisam ser atendidas pelo programa. Reformamos e ampliamos 15 unidades de saúde e estamos trabalhando com a modernização, reforma, melhoria e ampliação dos principais hospitais da cidade”.

Segundo Solange Oliveira, “A conferência é um momento de construção de propostas com a participação popular.  Avançamos até aqui e hoje temos um Sistema Único de Saúde, baseado em três pilares: Universalidade, todos nós temos direito à saúde; Integralidade, temos direito em todas as esferas de atenção; E Equidade, pensando sempre nos que mais necessitam. E trabalhar para isso é um desafio, justamente num momento de grande transformação, onde a população está envelhecendo e com isso surgem novas demandas Nesse sentido, o Ministério da Saúde, o Estado e o Município precisam estar juntos. E a conferência, por sua vez, é um momento importante na elaboração de propostas que traduzam as reais necessidades da sociedade’.

A secretária executiva, Maria Célia Vasconcellos, relembrou a importância das seis conferências anteriores, e elogiou a dinâmica e a estrutura da 7ª CMS. “As conferências proporcionam ao cidadão ser o protagonista da formulação das políticas públicas de saúde. Temos que continuar mobilizando a sociedade para que continue acompanhando a gestão. Isso fortalece o controle social e a participação popular. Mas, não há mais tempo a perder com ataques e críticas que não avançam, que não propõe mudanças efetivas’.

Programação

Na manhã de sábado (11/7), ainda no Espaço Cantareira, aconteceu duas Rodas de Conversa. Na primeira, com o tema “Participação Social, Reformas Democráticas e Populares; Valorização do trabalho e Educação em Saúde”, o mediador foi o secretário de Saúde de Itaboraí, Edilson Francisco dos Santos. A coordenação ficou a cargo do conselheiro Municipal de Saúde de Niterói, Orany Araújo; além da conselheira nacional de Saúde, Maria do Espírito Santo Tavares dos Santos, a Santinha, o Deputado Federal, Chico D’ Ângelo, e o professor do Instituto de Saúde Coletiva, da UFF, Aluísio Gomes da Silva Júnior.

A segunda Roda de Conversa – “Modelo de Atenção à Saúde; Atenção de Qualidade – Garantia do Acesso e Direito à Saúde ’’ – teve como mediador, o subsecretário de Saúde de Niterói, Gustavo Rodrigues; a coordenação do conselheiro municipal de Saúde de Niterói, Dinister Alves Leite; além dos analistas de gestão da Fiocruz, Pedro Gilberto Alves de Lima e Roseli Monteiro da Silva, e a assessora de planejamento da FMS, Bárbara Celeste Rolim.

À tarde, os participantes se foram distribuídos em grupos de trabalho, com os temas: Participação Social, Valorização do trabalho, Educação em Saúde, e Atenção de Qualidade.

No domingo (12/07), a Plenária Final, houve a apresentação, discussão e aprovação das propostas dos grupos de trabalho.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s