3º B.I.: Abandono ao patrimônio histórico persiste em São Gonçalo

Por: Luciano Tardock

Foto: Testahy

Foto: José Eduardo Testahy Júnior

Nesta sexta-feira (27/06) ocorreu mais uma visita ao 3° B.I. localizado no bairro da Venda da Cruz, em São Gonçalo. Estiveram presentes o historiador Luciano Tardock (Memória de São Gonçalo), o sociólogo Wilson Vasconcelos (Tafulhar), o arquiteto decano da Universidade Federal Fluminense e Universidade de Brasília Wagner Morgan, o Vereador Diego São Paio, além de Lafaiete Junior, José Eduardo Testahy Júnior e Evanildo Barreto (Acesg Rotary Club São Gonçalo).

O estado do 3°BI não é dos melhores. Problemas estruturais estão aumentando na área. Entretanto, por conta da atividade dos Policiais Civis que se encontram localizados na área, a incidência da criminalidade reduziu, ainda que o espaço seja muito grande e ainda permita a atividade de vândalos que depredam o patrimônio.

A intenção é a da proteção do Patrimônio Histórico que é o 3°BI, que representa não só para a comunidade gonçalense. Deixando claro que esta página, assim como todos os nomes listados acima, não são contra a construção das casas populares para os moradores que ficaram desabrigados na ocasião da catástrofe do Morro do Bumba e outras áreas. Somos sim, contra a destruição de um patrimônio histórico. Esperamos que este patrimônio seja utilizado em retorno para a população dos bairros da região, Venda da Cruz, Tenente Jardim, Barreto e também para moradores de todo o município.

 

SOBRE O 3º B.I.

Foto: Testahy

Foto: José Eduardo Testahy Júnior

Construído na década de 20, no início do século passado para sediar o 3º Regimento de Infantaria do Exército (Regimento Araribóia), foi transformado em 3º Batalhão de Infantaria Motorizada, situado à Rua Dr. Porciúncula, 395, bairro de Venda da Cruz, no município de São Gonçalo-RJ, numa área de 146.772,00 m² (cento e quarenta e seis mil setecentos e setenta e dois metros quadrados) o que equivale a 17 (dezessete) campos de futebol, com as medidas do Maracanã. (Fonte: Tafulhar)

Antes de ser denominado 3º R.I., o Regimento tinha a denominação “14º Regimento de Infantaria”, criado pelo Decreto nº 465, de 02/12/1935. Funcionava na Praia Vermelha. Foi totalmente destruído após massacrante bombardeamento das tropas leais ao governo Vargas. Foi então que o regimento havia sido transferido para São Gonçalo e transformado no 3º Regimento de Infantaria pelo Decreto nº 5.029, de 15/12/1939. (Fonte: Zeca Pinheiro)

 

 

 

Aplicativo Produção Independente RJ

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s